quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Sobre os recentes acontecimentos envolvendo o Bule Voador

A LiHS nasceu há pouco mais de 2 anos e já congrega 1.650 membros e milhares de simpatizantes pelas redes sociais.
Recentemente, alguns episódios ficaram sem a devida explicação oficial, gerando um mal estar mesmo entre as pessoas mais importantes para a organização: seus membros e participantes do Bule Voador e redes sociais.
Como forma de prestar um esclarecimento, vem os editores e diretores da LiHS, a Diretoria Geral ocupada por Daniel Oliveira e a Presidência nas pessoas de Eli Vieira e Asa Heuser, sua vice, informar:
1 – a LiHS sempre recebeu e sempre receberá de braços abertos ateus e agnósticos de todos os tipos. Desde aqueles que não ligam para debates e discussões, até os que se engajam em dissertações acadêmicas sobre o tema. Provemos notícias àqueles que apenas querem se informar sobre religião e ateísmo pelo mundo, como também provemos substrato filosófico àqueles que gostam de debater e discutir o tema. Não obstante, para dar um exemplo prático e recente, temos muitos integrantes que consideram pequenas as questões de definições filosóficas sobre ateísmo em relação ao resto do trabalho que pretendemos fazer.
2 – o sistema de comentários do Bule Voador passou por sérios problemas. Diversos comentários, inclusive dos diretores da LiHS, não foram gravados nos bancos de dados do site. Houve uma medida para tentar resolver o problema e o mesmo está sob observação.Não censuramos comentários minimamente educados, ainda que radicalmente contra o conteúdo de posts ou de outros comentários. Censuramos apenas o proselitismo religioso e comentários feitos apenas com o intuito de agredir ou tumultuar (vulgo “trolls”). Qualquer denúncia pode e deve ser encaminhada ao e-mail do Bule (bulevoador@gmail.com), que é administrado coletivamente pelos diretores da LiHS.
3 – Não pretendemos, em nenhum aspecto, classificar, ranquear, segregar ou discriminar ateus e agnósticos. Temos plena consciência de que compartilhamos muitos mais interesses comuns do que diferenças. Queremos que todos trabalhem em prol de um mundo mais secular. Incentivamos, assim, um ativismo por uma agenda humanista e secular. Mas não detratamos aqueles que se reservam no pleno direito de se manter de fora desta luta.
4 – Há espaço na LiHS e no Bule Voador para ateus, agnósticos e mesmo para religiosos. Queremos aproximar as pessoas, nunca o contrário. Mostramos que é possível conviver com religiosos moderados, tanto quanto mostramos a barbárie dos fundamentalistas e o avanço perigoso destes sobre os governos.
5 – Somos uma organização democrática, pluralista e racionalista. Temos entre nossos membros desde ferrenhos defensores dos direitos humanos, até simpatizantes da pena de morte. Temos membros sem nenhuma formação acadêmica, até mestres e doutores em psicologia, biologia, engenharia e direito. Esse universo com diferentes visões sobre os fatos é o que, coletivamente, pode e deve ser considerado a Liga Humanista Secular do Brasil. Mas, principalmente, seus membros, comentaristas e participantes de redes sociais. São eles quem, juntos, dão vida à LiHS. São nossos membros mais valiosos e que merecem o nosso mais profundo respeito.
6 – Entendemos que ideias, opiniões e posicionamentos, independentemente de onde venham, podem (e às vezes devem) ser questionados e criticados de forma racional, não importando se venham de ateus ou de religiosos. Todavia, isso não significa que queiramos impor a quem quer que seja uma visão de mundo. Estamos abertos a críticas e nos sentimos no direito de criticar quem torna pública suas opiniões.
7 – Colaboradores da LiHS podem, eventualmente, entrar em discordância entre si, bem como entre os comentaristas. Isso é a prova mais contundente que prezamos pela liberdade de expressão, respeitamos às diferenças e o contraditório. Excessos eventualmente cometidos provam, além de tudo, que somos humanos e, assim sendo, sujeito à falhas. Nos policiamos constantemente, contudo, para que os ambientes ligados à LiHS sejam o mais encorajadores possíveis ao diálogo, ao respeito às diferenças, ao pluralismo de ideias e ao crescimento de todos os membros.
Subscrevem os diretores:
Eduardo Patriota Gusmão Soares
Meire Gomes

Shirley Galdino
Tiago Angelo
Pedro Almeida
Alex Rodrigues do Nascimento
Daniel Martin
Alexandre Marcati

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Affiliate Network Reviews